Como separar o lixo doméstico para a reciclagem?

Imagem de Manfred Antranias Zimmer por Pixabay
Imagem de Manfred Antranias Zimmer por Pixabay

Muita gente já sabe, mas é nosso dever sempre repetir e ampliar ainda mais essa informação: reciclagem é fundamental para a sustentabilidade do meio ambiente, seja evitando que se retire ainda mais matéria-prima da natureza ou evitando o agravamento da questão da disposição do lixo. Além disso, ela também é fonte de renda para toda uma cadeia produtiva que precisa existir e retirar seu sustento dessa atividade econômica. É pouco esforço pra muito resultado! Você sabe reciclar corretamente o lixo que gera dentro de casa?

É reciclável

O primeiro passo para separar o lixo doméstico é saber quais materiais são recicláveis. São vários os itens que podem ser reaproveitados, de preferência já limpos. Coloque cada grupo de materiais em sacos separados para facilitar a triagem. Abaixo, veja uma lista compilada com os principais materiais e produtos.

Plástico:
Copos descartáveis
Garrafas
Sacos/Sacolas
Frascos de produtos (alimentos, limpeza, etc.)
Brinquedos
Baldes
Tampas
Potes
Embalagens Pet (Refrigerantes, Suco, Óleo, Vinagre, etc.)

Metal:
Panelas sem cabo
Ferragens
Arame
Chapas
Pregos (separe materiais perigosos em uma caixa com identificação)
Marmitex (sem restos de comida)
Cantoneiras
Cobre
Enlatados
Latas de Alumínio e Aço
Tampinhas de Garrafas

Papel:
Jornais e revistas
Papel sulfite/rascunho
Embalagens Tetra Pak
Folhas de caderno
Formulários de computador
Caixas em geral
Envelopes
Cartazes

Vidro (cacos e outros itens perigosos devem ser acondicionados em uma caixa identificada):
Garrafas
Potes de molhos e conservas
Embalagens
Frascos de remédios
Copos

E o que não pode?

São diversos itens que não devem ir para a reciclagem:
Etiquetas adesivas em geral
Fita crepe
Guardanapos usados
Fotografias
Papeis sujos
Papel higiênico
Cabos de panela
Tomadas
Clipes
Grampos
Esponjas de aço
Canos
Espelhos
Cristais
Cerâmicas
Porcelana
Pilhas e baterias de celular ser descartadas em em coletores específicos.

Lixo orgânico

O lixo orgânico pode, sim, ser reaproveitado, mas o processo é chamado de compostagem. Na reciclagem de itens chamados de secos (os citados acima) não se deve misturar o lixo orgânico, que é o resíduo essencialmente composto por cascas de frutas, verduras e outros alimentos.

Quem quiser, pode ter uma composteira em casa, mesmo dentro de espaços pequenos. Ao contrário do que muita gente pensa, a compostagem doméstica é higiênica (as minhocas usadas são limpas e não transmitem doenças). O resultado da compostagem pode ser usado como adubo em plantas domésticas ou mesmo em legumes e verduras que você decida plantar. O site eCycle fez um guia bem legal sobre compostagem. Clique aqui e confira.

Fonte: https://www.mma.gov.br/informma/item/8521-como-e-porqu%C3%AA-separar-o-lixo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *